HISTÓRIA DA INSTITUIÇÃO

A Associação Comercial de São Paulo foi fundada em 7 de dezembro de 1894, pelo empreendedor Antonio Proost Rodovalho, com o objetivo de atender aos interesses dos diversos grupos empreendedores que faziam parte da sociedade paulista.

Homens visionários presidiram a Associação ao longo dos anos e ajudaram a erguer uma entidade de vanguarda que conquistou protagonismo na defesa dos interesses dos empreendedores que atuam na cidade de São Paulo. Muitos deles vindos do mundo dos negócios, nossos presidentes tiveram a sensibilidade de antever que o papel institucional da ACSP ia além da representação dos interesses de determinado grupo. Era preciso construir e transformar o Brasil numa sociedade justa e aberta.

Além do constante foco na inovação e na qualidade dos serviços, a Associação Comercial de São Paulo é referência no estudo e na consultoria sobre políticas econômicas, no desenvolvimento de projetos essenciais para o empreendedorismo e na defesa da livre-iniciativa para grandes e pequenos negócios.

A ACSP agrega em seu quadro associativo representantes de todos os setores da economia e, atualmente, conta com 15 distritais espalhadas pela cidade responsáveis por manter os associados informados. Por meio de reuniões, palestras e debates, cada uma delas busca soluções adequadas para os problemas de sua região.

Ao longo da sua história, a ACSP manteve a rota cívica na defesa da democracia e dos interesses coletivos. A entidade acredita que a ordem e a segurança jurídica são essenciais para o progresso da nação e para a conquista da justiça social.

Principais ações da ACSP ao longo dos anos:

> Fundação do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), o primeiro serviço do gênero, em 1955;

> Criação do Impostômetro em 2005, o medidor de arrecadação de impostos em tempo real, fruto de parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) e com a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp);

> Participação na aprovação do projeto de tributação para o Micro Empreendedor Individual (MEI), que possibilita a formalização de pequenos empreendedores informais, criado em 2008;

> Liderança no movimento De Olho no Imposto, que deu origem ao projeto de lei 12.741/2012, responsável por exigir a divulgação dos tributos embutidos nos preços de produtos e serviços na nota fiscal, que entrou em vigor em junho de 2013.

Estatuto Social da ACSP